via
via
via
via

Os dias frios costumam doer mais, é como se todo dia frio fosse mais um dia dentro de um inferno gelado sem você. Não tem como esquecer nossos pés gelados encostando um no outro, os carinhos por baixo da coberta, os beijos… Queria conseguir prender o fôlego e mergulhar nos meus pensamentos sem a necessidade de voltar. A cada vez que volto a ter você, mesmo que em uma fração de segundo, mesmo em um relapso pequeno de pensamento é como se eu pudesse abraçar o meu mundo todo.

Gabriel K.

Eu estava aqui pensando quantas vezes eu deixei você partir e você voltou, quantas vezes eu disse que não te amava e te liguei com o peito cheio de saudade, quantas vezes fiquei acordado olhando pro teto pensando com quem você estava ou o que estava fazendo, quantas vezes chorei e gritei seu nome em um grito abafado contra o travesseiro. Perder você foi perder uma parte de mim, uma parte da qual eu não conseguiria viver.

Gabriel K.

Não é orgulho, você não sabe quantas vezes eu tive que olhar pra cima com os olhos cheios de lágrimas e suspirar para não cair no choro. Você não tem o direito de me chamar de fraco ou nada do tipo, eu não tive que ser forte por vontade própria, foi pra apagar a ideia de ter me envolvido com alguém tão covarde.

Gabriel K.

E a vida segue sua correnteza na proporção que as coisas deveriam tomar em direção ao infinito e avante, na velocidade que não desejamos, na sintonia que necessitamos. A vida mesmo ríspida e fria elimina de nós pessoas que às vezes nem sonhamos. Ela muitas vezes nos elimina, para que possamos nos reinventar em outra pessoa e que tudo possa seguir seu fluxo em direção à felicidade. Chega de viver esperando o mágico tirar o coelho da cartola, de chorar na ausência da luz, de se comprometer com o presente e fazer a dor do passado o conforto do seu coração no futuro. Não quero mais esperar sentado o mudar da estação, não quero mais entender a cabeça das outras pessoas, não quero mais ficar sentado vendo a felicidade alheia sendo exibida em praça pública e aguardar a minha vez na escala crescente da sorte, não quero mais sofrer pela ausência de beijos apaixonados, de um abraço quente, de um carinho na nuca, de um beijo de boa noite, chega de viver em busca do outro eu perdido por ai entre tantas pessoas vazias de corações secos, chega de buscar a certeza para o amor, a motivação pra vida, o porto seguro… Não vou mais esperar sentado o cair das folhas. Não quero viver outra vida que não seja a minha.

Gabriel K.

Já tentei ser autossuficiente, mas nunca fui suficientemente emancipado do coração das outras pessoas. Já me perdi varias vezes por outros caminhos, perdendo o rumo em outras vidas, caminhando cegamente em ruas escuras e esburacadas de corações partidos e tudo que eu consegui acumular foram histórias tristes e aprendizado carregado de socos e pontapés no estômago. Já me perdi enumeras vezes pela rua, e continuei andando sem saber para onde ir, sem pedir informação, como já me perdi no coração de outras pessoas. Já levei a vida além do esperado sem medo de afundar na lama ou de criar expectavas com o inesperado. Eu nunca pedi para o céu pra trazer você, mas já assoprei enumeras vezes seu nome ao vendo na esperança de te encontrar perdido em alguma esquina. Meio calejado e cansado, mas lá estaria eu, de pé segurando sua mão, arrumando seu cabelo bagunçado e dizendo que tudo ficaria bem. Não é certeza, na minha cabeça ter você sempre foi o alívio dos meus problemas e no fundo eu esperava que fosse recíproco. No fundo esperamos que tudo seja recíproco.

Gabriel K.
via
via
via
mrsquareroot:

http://mrsquareroot.tumblr.com/
via

Você poderia adivinhar que chegaríamos tão longe? Eu ainda lembro de como tudo começou, da primeira vez que nós vimos, da primeira vez que nos falamos, do primeiro beijo, lembro-me de sentir seu cheiro, de sentir medo a cada vez que me despedia de você, eu pensava em você a cada 5 segundos, ficava que nem bobo olhando pro nada rindo pro além a cada vez que lembrava da sua voz, eu ouvia seu nome por todo lado… Era uma sensação desesperadamente maravilhosa. Estranho é ver que depois de tanto tempo nada disso mudou, eu ainda continuo sendo o mesmo bobo apaixonado, clichê adolescente, ciumento possessivo. O tempo só me fez ter certeza que meu lugar era do seu lado e cada vez que eu te vejo sorrindo eu tenho mais certeza disso. Obrigado por ter sido a pessoa que permaneceu aqui e acima de tudo a única que me mostrou o que era amor.

Gabriel K.

Você se dá conta que o tempo passou quando você olha pra trás e percebe que algumas coisas que costumavam doer simplesmente somem com o tempo. Já me falaram que à medida que você entra e saí de um relacionamento você se torna mais insensível, eu tenho outra ideia sobre isso e não costumo confundir insensibilidade com amadurecimento. Eu costumo dizer que sou número um em me ferrar em relacionamentos, mas uma coisa é certa: você se magoa e passa a não querer magoar ninguém, você é traído e por vontade própria passa a não desejar aquela sensação pra ninguém, você vê a pessoa feliz com outro e passa a valorizar os momentos únicos que terá com o próximo, você se dá conta que o mundo é um lugar pra dois quando não encontra alguém pra somar, você termina por motivos óbvios e descobre o que seu próximo príncipe encantado é pior do que o último sapo que passou pela sua vida.

Gabriel K.